Uma viagem dentro do Brasil.

De São Luís aos Lençóis Maranhenses

 

Viajar é uma questão de percepção, cada um tem uma experiência diferente. Cada vez que viajo ouço depoimentos diferentes do mesmo destino. Com isso cheguei a conclusão que não se consegue expressar exatamente o que cada um sentiu naquele lugar e naquele momento. Costumo me concentrar em focar nas coisas boas, do que nas coisas ruins da viajem. Desta forma sempre tiro o melhor de cada destino que viajamos.

Este que voas relato foi uma viagem para o maranhão, pousamos em São Luis, sem sombras de duvida, uma das mais lindas capitais deste nosso Brasil, não fosse pelo abandono das centenas de construções coloniais seria a mais bela e talvez uma das mais visitadas. Parece que o Brasil ainda não descobriu o poder do turismo.

 

Nosso destino foi Barreirinhas, interior do Maranhão, considerada a cidade com melhor estrutura para visitar os Lençóis. A cidade propriamente dita não oferece muitos atrativos, nos dias em que estivemos por lá nos foi oferecido os seguintes passeios, visita as lagoas dos lençóis, dependendo da época do ano são dois e você pode fazer um pela manhã e outro pela tarde. No meu ponto de vista os dois são imperdíveis, a vista de cada um deles é distinta, com peculiaridades exclusivas. Como fomos na época das chuvas o passeio que fizemos pela manha nos levou a um caminho que só de 4×4 cadastrado pode entrar, com água entrando dentro dos veículos, muita aventura já no percurso. São 10 km e quase 1 hora de trajeto por atoleiros, poças de água, e obstáculos que fazem você acreditar que não vão chegar ao destino, mas graças a habilidade tanto do guia como do piloto, tudo saiu bem e chegamos no destino.

As visitas alcançam uma pequena porção do Parque, que possui uma vasta extensão de dunas e lagoas, para os mais aventureiros existe um passeio que acampa no meio das dunas e leva 3 dias.

Uma pequena caminhada leva as primeiras lagoas, cada um com seu nome, e o mais interessante é que a maior parte delas seca no período de Dezembro a Março, e os atrativos são realizados em outra parte mais próximas ao Rio Preguiças e o mar.

Lençóis Marenhense

No segundo passeio que fizemos adentrando o Parque, mais um percurso de aproximadamente 40 minutos em estrada de areia até um ponto de apoio, uma subida ingrime pela areia até uma vista espetacular, realmente de cair o queixo, no meu ponto de vista o passeio mais lindo de Lençóis. Dunas e lagoas a perder de vista espalhados por um horizonte infinito. Não é a toa que Lençois Maranhenses é palco de muitos filmes, séries e novelas, até mesmo internacionais.

Lençóis Marenhense

Caburé e Vassouras

No dia seguinte realizamos um passeio de lancha até Caburé, com uma parada em Vassouras, onde encontramos os pequenos Lençóis, outra porção de dunas e lagos deliciosos, vale o destaque para o macacos Pregos que ficam a espera de alimento, que por mais que se diga É PROIBIDO ALIMENTAR OS ANIMAIS, muitos humanos que parecem tapados insistem em alimenta-los, claro que os locais nada fazem, pois os inocentes macacos fazem parte do atrativo.  Em seguida com uma rápida parada no Farol de Mandacaru, neste local subimos até o topo do Farol e avistamos o mar, o rio e os lençóis, a vista compensa os degraus, que não são tantos assim. Logo em seguida atravessamos para um restaurante próximo, de gosto muito duvidoso (preferi não me arriscar e aproveitei para dar uma volta na praia).

Caburé e Vassouras

Alcântara

De volta a capital no dia seguinte, após uma viagem de pouco mais de 4 horas em uma van, chegamos a capital dos casarões. Optamos para um passeio em Alcântara, pois seria Festa do Divino e valeu para conhecer um pouco mais sobre a cultura e os costumes locais.

Para chegar até a cidade existem 2 formas principais, uma é por Ferry ou balsa onde também são transportados pessoas e veículos ou pelo catamarã ou escunas. No caso das escunas é preciso ficar atento aos horários de saída, quanto de volta, pois são de acordo com a maré. O píer de embarque fica ao lado do Terminal Praia Grande, muito próximo ao Centro Histórico. A passagem tem custo popular, e o passeio leva pouco mais de 1 hora. Como é por rio, balança muito pouco, a não ser que esteja ventando ou chovendo.

A cidade de Alcantara é um charme, oferece uma infraestrutura básica, com pousadas e restaurantes bem simples, se deseja passar um tempo em uma cidade parada no tempo, curtir um pouco mais de praias do Maranhão, vale se aventurar nas hospedarias locais, você vai conhecer os antigos casarões, ruínas igarapés, praia, comunidades quilombolas e mergulhar na cultura local. Caso contrário, se o seu tempo é curto, um passeio de ida e volta no mesmo dia é o mais indicado. A cidade é bem pequena e bucólica, com suas construções antigas feitas com mão de obra escrava, ruas e calçadas em pedra. Igrejas antigas. Por estas ruas tem muita história. A praia fica próxima, mas não é o atrativo mais forte para quem pretende passear apenas uma tarde. Da pra fazer tudo andando.

Centro Histórico e Praias

A Capital Maranhense é um museu a céu aberto, igrejas, catedral e casarões, mais do que descrever cada ponto, chegando por lá procure o centro de informações turísticas, peque um mapa da cidade e pergunte onde visitar, por que alguns pontos estavam restaurando, e outros valem muito a visita, reserve pelo menos uma tarde para passeios aqui.

A cidade nova, onde estão as praias fica do outro lado atravessando a cidade e as praias são muito bonitas, a avenida Litorânea oferece várias barracas restaurantes bem estruturados onde você pode curtir facilmente uma praia e saborear um bom prato. Se estiver de carro de uma volta na Avenida dos Holandeses, lagoa de Jansen e no Espigão.

O charme é que São Luis é uma ilha e a maré desta localidade é única, por sua localização bem na linha que divide os hemisférios a maré sofre uma grande variação. A paisagem muda completamente a cada 6 horas.

 

Centro Histórico São Luis
Centro Histórico, São Luis

São José do Ribamar e Raposo

Estas são cidades vizinhas, se conseguir uma agência em São Luis para levá-los a um passeio, acho o mais indicado e explico por que. Dá pra fazer os dois passeios em um único dia e o passeio de Raposa, conhecida por ser as Fronhas Maranhenses, dunas e lagoas também depende da maré, o lugar é lindo e a maré assusta de tanta diferença, as agência sabem os horários dos passeios, a cidade em si é pobre, cheira forte a peixe, pois eles deixam secando peixes no sol e não oferece muitas opções de estadia ou almoço. São José do Ribamar é uma graça, bem mais estruturada, uma bela praça e sua igreja central, oferece algumas barracas a beira mar para um petisco e uma cerveja bem gelada, pois o calor aqui é constante.

 

Curtam nossas fotos e vídeos em nosso canal no youtube.

 

Mauro Arruda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *